O Centro de Apoio Social da Carregueira foi informalmente constituído em 9 de Dezembro de 1995. Trata-se de uma Instituição de Solidariedade Social e Utilidade Pública, legalmente reconhecida e registada, tendo como função o apoio e acolhimento de idosos.

O grupo inicial teve origem na Comissão de Marchas da Carregueira e a estes outros se juntaram… 44 era o número de pioneiros.

marchas
Marchas

Rapidamente se reuniram e escolheram a Comissão Instaladora da Associação “Centro de Apoio Social da Carregueira”.

Não podia perder-se tempo, e havia que avançar com a candidatura o quanto antes, mas os caminhos tortuosos da burocracia encontravam sempre uma vírgula fora do lugar.

Foram necessárias algumas noites longas e mal dormidas para quem elaborou todo o processo da candidatura ao “Programa Integrar” (Programa criado pelo Governo na altura, vocacionado para a construção de Lares, Centros de Dia e Jardins de Infância).

arranjos exteriores
Arranjos exteriores

Com a candidatura aprovada, a obra teve início em Outubro de 1996 e foi concluída a 4 de Dezembro de 1998, sendo que os arranjos exteriores foram efetuados com a ajuda financeira da Associação e com a colaboração da Câmara Municipal da Chamusca.

Seguiram-se as parcerias com a Segurança Social através de Acordos de Cooperação, bem como com o Centro de Emprego e Formção Profissional, o qual efetuou um curso de Formação destinado ao pessoal necessário para o início da atividade.

Esta formação conclui-se em contexto de trabalho, com cerca de 20 utentes em Centro de Dia e 4 em Apoio Domiciliário, e 14 funcionárias em estágio profissional. e ainda uma licenciada em estágio para Diretora Técnica.

Mais tarde, surgiu a necessidade de criar equipas de apoio domiciliário para responder às solicitações de apoio.

Em Julho de 1999, com a colaboração do Centro de Emprego e da Câmara Municipal da Chamusca, foi criada uma Empresa de Inserção com mais 6 postos de trabalho.

Com o aumento das solicitações de apoio, foi necessário aumentar, remodelar e readaptar as instalações, passando o Centro de Dia a contar com 40 vagas e o Apoio Domiciliário com 38 (número de acordos com a Segurança Social).

Passado recente

Fruto de uma promessa feita pelo Executivo Municipal, como contrapartida da instalação no Eco-Parque do Relvão de uma empresa de resíduos industriais banais (RibTejo), uma das apostas da instituição passou pela construção de uma Estrutura Residencial para Idosos (ERPI) em parceria com a Câmara Municipal da Chamusca.

Contudo, a conjuntura económica e sócio-política levou a que a empresa construtora abrisse insolvência e a obra fosse interrompida.

Construção do Lar de Idosos

Finalmente em 2015 foi dada como finalizada a construção da ERPI, tendo sido aberta ao público a 29 de Junho do mesmo ano e inaugurada oficialmente no dia 1 de maio de 2016, tendo esgotado em poucas semanas a sua capacidade.

Contudo o processo não está fechado, em resultado da inexplicável e inaceitável tentativa de afastamento do processo por parte do executivo municipal atual.

Em Abril de 2016, fruto do reembolso do IVA (estatuto concedido até Dezembro de 2011 às IPSS’s), é criada mais uma valência, quatro Unidades Residenciais T1, com capacidade para 8 utilizadores ou utilizadoras, que queiram usufruir de um serviço de qualidade com alguma privacidade.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s